+
theme


"Homem que é homem" é o caralho! Se o cara te ama ele vai pegar na tua mão, na tua coxa e na tua bunda. Ele vai borrar seu rímel e seu batom de propósito e depois vai rir da tua cara. Vai te ligar de madrugada e dizer que não para de pensar em você, mas também vai te mandar mensagem só pra te acordar e te deixar irritada. Vai te elogiar quando tu não estiver arrumada mas vai gargalhar quando te ver com o cabelo todo desgrenhado. Vai te chamar de ”minha pequena, minha linda” e também de ”minha gostosa”. Ele vai largar as outras pra ficar contigo mas quando passar alguma menina bonita ele vai olhar e ainda vai comentar contigo: "gostosa, né?" só pra te ver com ciúmes. Ele vai te fazer feliz, mas ele também vai falhar algumas vezes, porque assim como você, ele não é perfeito.


Um casal verdadeiro briga por coisas bobas, porque não há coisas importantes pra brigar.





Se eu chorar, me anima. Mas se eu sorrir, é por você. ♪♪
— (via donossojeito)





Δ = b² - 4ac *usando bhaskara pra calcular quem pediu tua opinião*



Ok, eu assumo. Tenho inveja dos homens. Inveja do quanto eles conseguem não se estressar com praticamente nada no mundo. Pra começar, meu sonho de consumo é conseguir me arrumar em 15 minutos. Em 15 minutos eu não decidi nem a calcinha que vou usar. Enquanto eles, práticos como são, conseguem tomar banho, escolher a roupa e se possível, lanchar antes de sair de casa nesse tempo. Não dá vontade de socar? Outra coisa que me irrita de uma forma profunda é a maneira com que esses filhos da puta encaram uma briga. Enquanto nós ficamos remoendo, pensando no que podíamos ter falado, pensando em maneiras de amenizar ou dar algum tipo de lição de moral – e assim varamos a noite – os infelizes dormem o sono dos justos e no dia seguinte mal se lembram do motivo da discussão. Não sei se nós que somos muito burras, ou se eles são muito espertos. Mas a verdade é que ser homem tem sim muitas vantagens. A maioria faz o que tá com vontade sem se preocupar com o que vão comentar no dia seguinte. Não tem dor de cabeça e nem preocupação com unhas feitas, depilação – coisas que além de tirarem nosso tempo, tiram nosso dinheiro. Não sofrem preconceito no trânsito, não são encarregados de arrumar a casa ou fazer comida, não tem TPM. A verdade é que ser mulher é complicado, e não é pra qualquer um. Se equilibrar num salto durante uma noite inteira, conseguir fazer mil coisas ao mesmo tempo, sofrer no salão de beleza, dar conta da casa, amigos e namorado não é lá tarefa tão fácil não. E é por isso que eu valorizo tanto essa raça. Sim, porque é muita raça. Cada uma com sua história, mas todas sempre muito mulheres, afinal, pra ser mulher é preciso muito mais do que somente nascer sem algo entre as pernas. Pra ser mulher é fundamental segurar o tranco, saber a hora de engolir o choro e de falar sério, saber como administrar os problemas com um sorriso no rosto, saber cuidar de todos e ainda assim ter tempo pra se cuidar. Pra ser mulher, o peito vai muito além do que se vê por trás do sutiã, a coragem vai muito além do que se possa imaginar. Se você é mulher, sabe do que eu tô falando.
Tati Bernardi.   (via againsst)